Como planejar a preparação para a 2ª fase da OAB ~ Recurso 2ª Fase OAB - Mapa do Direito
Recurso 2 fase OAB

Recurso 2 fase OAB - Mapa do Direito

20 novembro, 2014

Este artigo foi redigido para o site Pérolas Jurídicas, e nele vou fornecer algumas dicas sobre o planejamento da preparação para a 2ª fase do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil. Se você não atingiu os 40 pontos na 1ª fase, analise se vale a pena ou não recorrer. Se tiver feito menos de 38 pontos, o ideal é já iniciar a sua preparação para o XVI Exame Unificado.

Mas se você atingiu os 40 pontos, parabéns pela aprovação. Pode ter certeza que a parte mais difícil você já conseguiu superar. E agora, é hora de se preparar com seriedade, mas sem pressão, pois caso seja necessário, você terá outra chance de realizar a prova, utilizando a repescagem.

1. Material
Escolher um bom material de estudos pode fazer a diferença na sua preparação. Agora é hora de decidir se você vai ou não se matricular em algum preparatório específico para a 2ª fase. Para isso você deve levar em consideração diversos fatores como tempo disponível para o estudo, se você já atua na área redigindo peças processuais, dinheiro disponível para investimento, entre outros.

Independente se você irá ou não cursar um preparatório, será necessário adquirir um material para estudar, e para realizar a prova.

a) Vade Mecum
O ideal é levar para a prova ao menos 2 diferentes, pois caso por algum motivo o fiscal recolha um Vade Mecum, você ainda poderá utilizar o outro. No mercado há diversos materiais interessantes, a sugestão é levar um Vade Mecum geral, e outro específico da área que você escolheu, que contém legislação específica.

b) Livro de Prática
Apesar de não ser essencial para a preparação, um bom livro de prática pode ajudar bastante. Nesse livro você terá à disposição diversos modelos das peças que poderão ser cobradas, além de exercícios para fixação do conteúdo.

c) Livro de Teoria
É muito importante ter um bom material teórico, que será utilizado no seu dia-a-dia durante essa preparação para a 2ª fase. A escolha desse material deve ser feita com cautela, pois não adianta comprar uma doutrina gigantesca se você não terá tempo suficiente para estudá-la por completo.

Se você for se preparar em um cursinho, uma boa escolha é a coleção de Sinopses Jurídicas da Saraiva, ou de outra editora, que irá complementar o conhecimento adquirido em sala de aula.

2. Cronograma de estudos
A organização dos estudos é muito importante nessa preparação. Ao montar seu cronograma de estudos, você deve dar maior destaque aos assuntos que são mais cobrados na sua área, mas deve estudar todo o conteúdo.

Uma dica interessante está relacionada à divisão do estudo entre direito material e direito processual. Especificamente para a 2ª fase, o direito processual é mais importante, pois será essencial para a elaboração da peça prático-profissional.

3. Base teórica
Estudar a teoria vai ajudar bastante, pois você deve saber ao menos o conceito dos assuntos relacionados à sua área escolhida para a 2ª fase. Por outro lado, é sempre importante lembrar que você poderá consultar a legislação durante a prova, então mais importante do que saber todo o conteúdo, é saber como encontrar o conteúdo em seu material de apoio.

4. Preparação prática
Entretanto, a chave para a aprovação é a prática. Você deve incluir na sua rotina de estudos, a elaboração de diversas peças práticas, e a resolução de questões dissertativas. Uma dica interessante é resolver questões das provas anteriores, para se acostumar com o estilo de questões da FGV.

5. Controle do tempo
A maior dificuldade da prova de 2ª fase da OAB é o curto tempo. Durante a prova, você terá que escrever aproximadamente 10 laudas, além de seus rascunhos, em apenas 5 horas. Para aprender a controlar esse tempo, é essencial que você simule a realização da prova, elaborando uma peça, e respondendo quatro questões, como se estivesse fazendo a prova.

Fonte: Pérolas Jurídicas


"Planejamento e disciplina formam a ponte que liga nossos sonhos às nossas realizações."